Mensagem de erro

  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).

OSTEOGÉNESE IMPERFEITA E OSTEOPOROSE - TRATAMENTO DE TRAUMATISMOS COM FITOTERAPIA CHINESA. UMA BREVE NOTA NUTRIGENÓMICA

OSTEOGÉNESE IMPERFEITA E OSTEOPOROSE - TRATAMENTO DE TRAUMATISMOS COM FITOTERAPIA CHINESA. UMA BREVE NOTA NUTRIGENÓMICA

Nos pacientes com osteogénese incompleta, e com vista ao tratamento de base dessa patologia, há que levar em consideração o seguinte:
1- Alguns classificam esta patologia de genética, embora cientificamente esteja claramente demonstrado que em mais de 25% dos casos não se consegue detetar qualquer alteração genética nestes pacientes, que tais manifestações são esporádicas e que os sintomas, em muitos casos, vão e vêm ao longo da vida da pessoa;
2 - Nenhum estudo cuidou de verificar os problemas de interferência da dieta na metilação e demetilação do ADN, como factor decisivo para o despoletar da doença, nomeadamente a dieta da progenitora ao tempo da gestação, quando, sabemos hoje, a decisiva importância, de acordo com os mais avançados estudos em nutrigenómica e em nutrigenética, da alimentação na activação de genes degenerativos;
3 - Tampouco se cuidou, até agora, de enfocar o problema da osteogénese incompleta, partindo do patamar básico da boa absorção de nutrientes e da correcta disponibilização dos mesmos na dieta diária de tais pacientes, sabendo nós que carências de elementos percursores do colagénio ou de nutrientes indispensáveis à saúde dos ossos (até hoje 24 nutrientes foram identificados), são definitivamente responsáveis pela má formação ou degeneração óssea (poucos se recordam da importância da Vit. K, indispensável para a formação da proteína osteocalcina, substância que atrai o cálcio para a matriz óssea, ou do estrôncio, que vários estudos demonstram aumentar a densidade óssea, ou do boro, ou do silício,ou da Coenzima Q10, etc);
4 - É um dado mais que comprovado em nutrição ortomolecular, que a presença na nossa dieta actual de excesso de açúcar, sal, gorduras animais, farinhas refinadas, cafeína, alcóol, alimentos processados e aditivos, estão na base das doenças degenerativas que acometem de forma avassaladora os "países da fartura". Na verdade, estamos "gordos" e, ao mesmo tempo, desnutridos e as estatísticas não deixam margem para dúvidas sobre a carência massiva de nutrientes, nomeadamente vitaminas e minerais, na generalidade da população europeia e dos EUA. Comemos muito, comemos mal e comemos sobretudo alimentos desvitalizados;
5 - Variadissímos estudos científicos estabeleceram definitivamente a ligação entre carências de nutrientes no solo e o aparecimento de patologias degenerativas, nomeadamente no que à degeneração óssea respeita. As actuais técnicas de exploração da terra têm levado á depleção de nutrientes do solo. Vários minerais como o cobre, o manganês, o selénio,zinco,o magnésio,  etc, dos quais os solos estão cada vez mais carentes ( não esquecer que das dezenas de oligoelementos indispensáveis para um solo produzir na planta os diversos nutrientes, desde a Vitamina C aos diversos minerais, os adubos químicos apenas possuem no máximo 10. E também, que os nitratos, potássios e fosfatos, utilizados nos adubos químicos, levam a uma carência no solo de magnésio, ou a utilização de amónia, como fertilizante, que leva a uma perda pelo solo de magnésio, manganês, cobre e zinco), são indispensáveis para a boa construção e  manutenção dos ossos.
Lembremos o famosos caso das Everglades na Florida, em que o solo é carente em cobre, levando a que os animais que aí pastam tenham uma enorme tendência para as fracturas. Adicionado cobre à dieta desses animais, não mais se verifica essa tendência.
Recordemos, ainda, que em numerosos estudos, efectuados em animais, as anormalidades relativas à formação do colagénio, estavam directamente ligadas à carência de zinco (o mercúrio, por exemplo presente nas amálgamas dentárias, além de intoxicar o organismo, substitui o zinco no organismo, sendo certo que este é responsável por uma enorme quantidade de reacções enzimáticas que na sua ausência se não podem produzir);
6 - Num estudo recente publicado no Journal of Aging, chamou-se a atenção para o facto da combinação de ácidos gordos poliinsaturados EPA/GLA, em conjugação com uma suplementação de cálcio (600mg/dia), aumentou a densidade óssea em mulheres idosas;
7 - Deve levar-se em linha de conta os últimos avanços científicos no que respeita à inadequação da toma de leite na manutenção da saúde óssea, em virtude das fortes reacções alérgicas que o mesmo produz em inúmeros pacientes, levando a que seja comprometida a própria boa absorção do cálcio e à acidificação metabólica a que a sua digestão conduz, tendo o corpo que recorrer a elementos base (minerais contidos nos ossos) para a neutralizar. Na economia entre o que dá e o que tira, a contabilidade do leite é francamente negativa. Isto já para não falar dos estudos recentes que o apontam como causa provável de maior incidência de cancro da próstata e dos seios, respectivamente em homens e mulheres adultos que o consomem com habitualidade;
8 - Não esquecer o papel que as hormonas desempenham na promoção e manutenção da densidade óssea, nomeadamente o estrogénio, a progesterona, a testosterona, dhea e hormona do crescimento. Por outro lado, um nível excessivamente alto de cortisol, hormonas tiroideias e da paratiróide, pode provocar perda de massa óssea. Daí, também a necessidade de se verificar a individualidade bioquímica dos indivíduos pertencentes a diversos grupos sanguíneos (p.ex. o grupo A com a tendência para um cortisol basal elevado);
9 - Lembrar que o corpo humano foi desenhado para o movimento e que o sedentarismo é factor de perda de massa óssea;
10 - A utilização prolongada de certos medicamentos (prednisona, metotrexato, heparina, lítio, isoniazida, furosemida, anticonvulsivos, antiácidos, quimioterapia, letter e outros), levam  à perda de massa óssea;
11 - A utilização de antibióticos, antiinflamatórios, cortisona e pílula, leva a disbiose intestinal, a permeabilidade intestinal e à má absorção de nurientes;
12 - Recorde que somos seres de luz e, como tal, dependemos de um bom aporte de luz solar para que as nossas funções orgânicas/anímicas se cumpram. Assim, estar, todos os dias um período de tempo expostos à luz solar (não tem necessariamente que ser luz do sol directa), por exemplo caminhando ou fazendo outro qualquer exercício ao ar livre, é condição "sine qua non" da manutenção de uma boa estrutura óssea. Daí que eu diga, prefira sempre o ar livre ao ginásio para praticar exercícico;
13 - O corpo humano é extraordinariamente resistente e encerra em si próprio as soluções que, na generalidade dos casos, tentamos encontrar fora dele. Ele não aceita é de bom grado que nós em vez de o cuidarmos o agridamos. Não culpe pois a sua genética ou o destino, trate antes de ver onde é que a sua acção está a comprometer o bom funcionamento orgânico e assuma as suas próprias responsabilidades, porquanto a sua saúde é, antes de tudo mais, responsabilidade sua.

 

CONCLUSÕES

PARTINDO DO SUPOSTO QUE A GRANDE CONCLUSÃO DA LINHA MAIS AVANÇADA EM MATÉRIA DE INVESTIGAÇÃO GENÉTICA, A DA NUTRIGENÓMICA, É A DA REAFIRMAÇÃO DA RAZÃO CIENTÍFICA DO POSTULADO DE HIPÓCRATES DE QUE "O TEU ALIMENTO SEJA O TEU MEDICAMENTO", ISTO É, QUE O VERDADEIRAMENTE IMPORTANTE PARA A NOSSA SAÚDE E DOENÇA NÃO SÃO OS GENES (COMO SE PENSAVA NO INÍCIO DO PROJECTO GENOMA HUMANO), MAS ANTES O SÃO OS FACTORES AMBIENTAIS, COM ESPECIAL DESTAQUE PARA A DIETA, AS NOSSAS SUGESTÕES PARA OS PACIENTES COM OSTEOGÉNESE INCOMPLETA OU COM OSTEOPOROSE SÃO:

1ª - Trate de adequar a sua dieta à sua genética de grupo, começando hoje mesmo a eliminar os "alimentos" que lhe são inadequados e começando a optar por aqueles que verdadeiramente o alimentam (vide alimentação para os vários grupos sanguíneos), por forma a evitar os efeitos nefastos das lectinas presentes nos "alimentos" inadequados, bem como a sua interferência com o seu ADN;
2ª - Dê preferência aos alimentos biológicos e consuma-os o menos processados possível (maior riqueza de nutrientes e de factores enzimáticos);
3ª - Evite definitivamente aqueles alimentos  (açúcar, sal, gorduras animais, farinhas refinadas, cafeína, alcóol, alimentos processados e aditivos), bem como os medicamentos que lhe destroêm a massa óssea (prednisona, metotrexato, heparina, lítio, isoniazida, furosemida, anticonvulsivos, antiácidos, quimioterapia, letter e outros);
4º - Trate de reactivar a boa absorção intestinal, corrigindo a disbiose e reparando a parede intestinal e o bom funcionamento dos sistemas;
5ª - Aconselhe-se com o seu profissional de saúde ácerca de um plano de suplementação, pois ele é fundamental, não só como forma de qualquer um de nós se manter saudável, porquanto os alimentos hoje não são mais susceptiveis de nos darem os nutrientes todos de que necesitamos, na forma certa, mas para no seu caso que sofre de OI ou de osteoporose, reparar os danos já existentes. O seu terapeuta ortomolecular o levará a escolher um suplemento verdadeiramente eficaz (não esqueça que, de acordo com o "Independent Guide to Nutritional Supplements", publicado anualmente nos EUA, a grande maioria dos suplementos em venda, também na Europa e mesmo alguns dos mais vendidos, têm uma biodisponibilidade e preenchimento de necessidades de nutrientes verdadeiramente medíocre, por isso veja se não está a ser enganado ou a enganar-se).
6ª - Recorra a uma fórmula que possa apoiar a sua bioenergética, porquanto esta peça tem sido totalmente ignorada e sem ela o desempenho do organismo é sempre deficiente.

Exactamente nesta última perspectiva lhe passo a dar a abordagem da Medicina Tradicional Chinesa e em concreto da Fitoterapia Chinesa no tratamento dos traumatisnos e na prevenção e tratamento da OI e da osteoporose.

A ABORDAGEM DOS TRAUMATISMOS PELA MTC

Os danos traumáticos podem ser separados em 3 estados, com manifestações clínicas variadas, cada uma destas variações requerem uma estratégia de tratamento diferente. Para que o tratamento seja verdadeiramente eficaz, é importante conciliar a estratégia de tratamento com o estado e manifestação da lesão.
Em geral, é o estado do trauma que é a chave da escolha das formulas fitoterápicas a usar. Obviamente, há mais padrões de manifestação do que estados.
É importante seguir o tratamento de perto para que a estratégia possa ser modificada, para coincidir com o estado e manifestações.

OS DIVERSOS ESTADOS TRAUMÁTICOS

1º Estado de Trauma

É o mais distinto e está marcado pelos sinais de dor, calor e suores.
O calor normalmente manifesta-se com um vermelhão, mas na ausência de vermelhão, o calor também pode-se manifestar pelo paciente, com sensação de calor, ou poderá ser examinado pelo terapeuta. Este estado pode durar cerca de algumas horas a várias semanas, dependendo do tipo e severidade da lesão.
A estratégia de tratamento é dispersar o calor, drenar as toxinas, e aliviar as dores. As formulas para tratamento do 1º estado de trauma são as formulas mais frias dos 3 estados, eliminando o calor-toxinas enquanto que ajudam o corpo a reparar o tecido danificado.

2º Estado de Trauma

É a fase da inflamação inicial que provém do 1º estado. Nesta altura, o que permanece é a estagnação do sangue, combinada com a estagnação do qi e fluidos na área local. Este congestionamento causa dor e rigidez. O tecido danificado enfraquece as defesas contra a invasão de patogénicos externos tais como o vento e humidade. O inchaço pode permanecer, especialmente se o tratamento durante o 1º estado foi rejeitado, insuficiente, ou se a lesão foi severa. A Estratégia de tratamento para o 2º estado de trauma é similar ao 1º estado, mas a libertação de calor passa a secundário, sendo agora prioritário mover o sangue e expelir stasis. Foram adicionadas ervas para expelir vento e humidade para que estes factores patogénicos não se alojem na área, tornando-se um síndrome crónico.

3º Estado de Trauma

É tradicionalmente marcado pela necessidade de reconstruir o tecido e expelir factores patogénicos exógenos, que poderão transformar-se em vento-frio, humidade, síndrome bi. Há muitos vezes stasis sanguínea residual que contribui para a dor. Daqui resulta que seja inevitável sobrepor as fórmulas do 2º e 3º estado de trauma. Nas duas etapas dever-se-á mover o sangue, expelir stasis e aliviar a dor. Mas enquanto que no 2º estado o calor poderá ser ainda factor menor, e as formulas serão frias ou neutras, já no 3º estado de trauma as fórmulas são as mais quentes de todo o tratamento de trauma, elas  contêm,
habitualmente, um suplemento para tonificar o rim, para estimular a regeneração dos ligamentos, da cartilagem e dos ossos.
O calor residual na área afectada deverá ser dispersado antes de se aplicar a formula de propriedades quentes.

O TRATAMENTO

1º Estado de Trauma – TRATAMENTO

Trauma 1 Formula ( Die Da 1 Hao Fang)
Esta formula é para o primeiro estado de trauma, quando as manifestações de calor, dor e inchaço estão todas presentes. Este estado pode ter a duração de algumas horas a 2 semanas, dependendo do tipo ou severidade da lesão. Poderá ser usada para tratamentos de lesões nos músculos, tendões, ossos, ligamentos ou cartilagens e pode ser usado para tratamento de entorses, contusões, luxações e fracturas. O tratamento principal deste estado 1 de trauma é libertar o calor da inflamação, reduzir o inchaço, aliviar a dor, e acelerar o movimento do sangue para que este estado de trauma seja minimizado (O 1º Estado é tratado como puro excesso).

Ingredientes:
Semen persicae ( Persica Semente / Tao Ren )                      12%
Fructus Forsythiae Suspensae ( Forsythia Flower / Lian Qiao)        12%
Flos Lonicerae Japonicae ( Honeysuckle Flower / Jin Yin Hua)               12%
Flos Carthami Tinctirii ( Safflower Flower / Hong Hua)                   10%
Gummi Olibanum ( Frankincense / Ru Xiang )                                   9%
Myrrha ( Myrrh / Mo Yao )                                               9%
Radix Scutellariae Baicalensis ( Skullcap Roo / Hong Qin)                     8%
Radix Angelicae Sinensis ( Tang Kuei Raiz / Dong Gui)                     8%
Radix Bupleuri ( Bupleurum Raiz / Chai Hu )                             8%
Radiz et Rhizoma Rhei ( Ruibarbo Raiz e Rizoma / Da Huang )          5%
Radix Angelicae Dahuricae ( Angelica Raiz / Bai Zhi )               4%
Radix Glycyrrhizae Uralensis ( Alcaçuz Raiz / Gan Cao )                    3%

Esta formula usa ervas para libertar calor e drenar toxinas tais como Honeysuckle Flower ( Jin Yin Hua), ervas para dispersar acumulações e inchaços tal como Forsythia Flower ( Lian Qiao) combinada com agentes para mover o sangue e aliviar as dores. Esta é uma abordagem da MTC para ajudar o corpo a livrar-se do tecido danificado e ajudar na reconstrução de um novo tecido.

Acção de acordo com a Medicina tradicional chinesa: Liberta calor, drena toxinas, alivia as dores, move o sangue, dispersa a estagnação.

2º Estado de Trauma – TRATAMENTO

Tieh Ta Formula ( Die Da Wan)
Esta é uma formula, oriunda do Mosteiro Shaolin, de aplicação geral, baseada em formulas tradicionais usadas para tratamento de lesões derivadas das artes marciais. Tieh Ta Formula reduz fortemente a dor, move o chi e tonifica o sangue, regenera os tecidos e reduz o inchaço.É excelente quando a dor, e não tanto o calor, é o principal sintoma,sendo por isso  perfeita para o inicio do 2º estado de trauma. Tieh Ta Formula pode, também, resolver problemas menores de sangramento provocados pela lesão e a equimose. Pode ser usada antes duma competição desportiva com vista reduzir a dor e o tecido danificado derivado de lesões desportivas. É uma excelente formula para ter na farmácia caseira.

Ingredientes:
Radix Pseudoginseng ( Pseudoginseng Raiz / San Qi, Tian Qi )            4.3%
Radix angelicae sinensis ( Tang Kuei Raiz / Dang Gui)                   14.3%
Tuber Curcumae ( Turmeric Tuber / Yu Jin )                             9.5%
Fructus Amomi Cardamomi ( Cardamon Fruto / Bai Dou Kou )    9.5%
Rhizoma Rhei ( Rhurbarb Rizoma/ Da Huang )            9.5%
Flos Carthami Tinctorii ( SafFlor / Hong Hua)                7.1%
Radix Achyranthis Bidentatae  (Ox Knee / Niu Xi)            7.1%
Radix dipsaci ( Teasel Raiz / Xu Duan )                           7.1%
Rhizoma Drynariae Fortunei ( Drynaria Rizoma / Gu Sui Bu)    7.1%
Rhizoma Cyperus Rotundi ( Nut Grass Rizoma / Xiang Fu)        4.8%
Gummi Olibanum ( Frakincense / Ru Xiang)                 4.8%

Acção de acordo com a Medicina Tradicional Chinesa:
Move o sangue, elimina a estagnação do sangue, reduz inchaços, alivia as dores.

Trauma 2 Formula ( Die Da 2 Hao Fang )

Para o 2º estado de trauma, esta formula deve ser aplicada imediatamente após o desaparecimento da inicial inflamação e inchaço. O 2º estado de trauma pode começar logo a partir do 2º dia, até à segunda semana após a lesão. Esta formula pode ser usada para tratar a dor, rigidez e inchaço, numa lesão onde o calor e a inflamação diminuiram.
A lesão já não é agora tratada como puro excesso; algumas deficiências são tratadas por esta formula. A par com o drenar a stasis e aliviar a dor e o inchaço, Trauma 2 Formula expele vento-humidade, liberta o calor residual e apoio o corpo na regeneração dos tecidos. O 3º estado de trauma pode ser evitado, se a constituição do paciente é forte, se o tecido não foi severamente danificado e se os dois primeiros estados foram tratados adequadamente. Trauma 2 Formula pode ser usada para tratamento de equimoses, entorses, luxações, dedos ou pés esmagados, ligamentos ou cartilagem danificados. Se a área ainda está vermelha, é melhor usar Trauma 1 Formula, se se tornou roxa ou amarela, ou se não há descoloração e a lesão é recente, poderá usar Trauma 2 Formula ou Tieh Ta Formula. A chave que diferencia entre usar Trauma 2 ou Tieh Ta Formula é a presença de vento-humidade. Trauma 2 Formula expele vento-humidade e Tieh Ta Formula não.

Ingredientes:
Radix Angelicae Sinensis ( tang Kuei Raiz / Dang Gui )                 9%
Gummi Olibanum ( Frakincense / Rui Xiang )                        9%
Myrrha ( Myrrh / Mo Yao)                                           9%
Radix Cyathulae Officinalis ( Cyathula Raiz / Chuan Niu Xi )                9%
Radix Ledebouriellae ( Siler Raiz / Fang Feng )                     9%
Radix et caulis Spatholobus ( spatholobus Raiz & Vine / Ji Xue Teng)    9%
Radix paeoniae Rubrae ( Peonia vermelha Raiz / Chi Shao )            9%
Sclerotium poriae Cocos ( Poria Sclerotium /Fu Ling )                8%
Flos Carthami Tnctorii ( Stafflower Flower / Hong Hua )                7%

Lignum Sappan ( Sappan Wood / Su Mu )                         6%
Radix Notoginseng ( Pseudoginseng Raiz / San Qi )                     5%
Radix et Rhizoma Rhei ( Ruibarbo Raiz and Rhizome / Da Huang )        4%
Radix Glycyrrhizae Uralensis ( Alcaçuz Raiz / Gan Cao )                 3%

Acção de acordo com a Medicina Tradicional Chinesa:
Move o sangue, remove a estagnação, alivia as dores, dispersa vento e humidade, liberta calor.

3º Estado de Trauma – TRATAMENTO

Bone and Sinew Formula ( Zheng Gu Xu Jin Fang)
Bone and Sinew Formula é usada  numa fase mais adiantada do 2º e 3º estado de trauma. É a combinação das formulas clássicas Du Huo Ji Sheng Tang e Shu Jing Huo Xue Tang, com adição de suplementos medicinais para o rim, que ajuda os ossos e os tendões. A aplicação apropriada desta formula presume que o calor e a inflamação já desapareceram completamente, mas continua a permanecer a invasão de vento-humidade (e possível frio) na zona afectada, causando dor. Bone and Sinew Formula, destina-se a reparar tendões e ossos. É ideal para acelerar o tratamento da ruptura de ligamentos, tendões, ossos partidos, ou cartilagens danificadas.

Ingredientes:
Ramulus Sangjisheng ( Loranthus Stem / Sang Ji Sheng)                          10%
Radix Angelicae Sinensis ( Tang Kuei Raiz / Dang Gui )                       8%
Herba Lycopodium ( Lycopodium Herb / Shen Jin Cao )                        8%
Cortex Acanthopanacis Giraldii ( Acanthopanacis Stem Bark / Hong Mao Wu Jia )     8%
Radix et caulis Spatholobus ( Spatholobus Raiz & Vine / Ji Xue teng)              8%
Cortex Eucomminae Ulmoidis ( Eucommia Bark / Du Zhong )                     8%
Radix Angellicae Pubescentis ( Angelica Duhuo Raiz / Du Huo )                     8%
Rhizoma Drynariae ( Drynaria Rhizome / Gu Sui Bu)                             7%
Fructus Psoralae Corylifoliae ( Psoralea Fruit / Bu Gu Zhi )                       7%
Radix Dipsaci Asperi ( Dipsacus Raiz / Xu Duan )                          7%
Gummi Olibanum ( Frankincense / Ru Xiang )                                 6%
Myrrha ( Myrrh / Mo Yao )                                                          6%
Rhizoma et Radix Notopterygii ( Notopterigium Raiz / Qiang Huo )                    5%
Fructus Zizyphi Jujubae ( Red Date / Hong Zao )                           3%
Pyritum ( Pyrite / Zi Ran Tong )                                              1%

As ervas nesta formula centram-se em mover e tonificar o sangue para eliminar a estagnação, tonificar o rim para curar os ossos e ligamentos, expelir o vento e a humidade e tratar a dor e evitar o seu retorno.

Acção de acordo com a Medicina Tradicional Chinesa: Dispersa o vento e humidade, trata ossos e ligamentos, suplementa e move o sangue, alivia as dores.

San Qi Formula ( San Qi Pian)
É uma famosa formula chinesa para parar as hemorragias (Yun Nan Bai Yao). Pode ser empregada quando a hemorragia é a principal manifestação, quer seja interna ou externa. (Em adição, a traumas externos pode ser usada em ataques agudos da doença de Crohn, vómitos, flebites, tosse com
sangramento, sangramento rectal, úlceras, etc..)
Resumindo, usar San Qi Formula para parar hemorragias.

Ingredientes:
Radix Notoginseng ( Pseudoginseng Raiz / San Qi)                       45%
Herba Agrimoniae Pilosae ( Agrimony Herb / Xian He Cao )         20%
Flos Celosiae Cristatae ( Cockscomb Flower / Ji Guan Hua)                   15%
Rhizoma Imperatae Cylindricae ( Imperata Rhizome / Bai Mao Gen )    10%
Cacumen Biotae Orientalis ( Biota Leaf / Ce Bai Ye )                      10%

Acção de acordo com a Medicina Tradicional Chinesa:
Acaba com as hemorragias, dispersa a stasis de sangue

NOTA - Sangramento com calor no sangue (especialmente sangramento uterino) precipitado por estagnação do qi do figado, pode ser tratado combinando com Free & Easy Wanderer Plus Formula.

 

NOTAS FINAIS

Porque a OI é uma patologia de mal formação e de degeneração óssea apresenta-se muito importante o tirar partido duma fórmula específica para a bioenergética da deformação óssea:

 

Chase Wind, Penetrate Bone Formula

Chase Wind, Penetrate Bone Formula (Zhui Feng Tou Gu Wan) es una combinación de hierbas que renueven el frío, el viento y la humedad, hierbas que permiten fortalecer el Qi, sangre, Yin y Yang. Podrá ser usado para varios tipos de dolores agudos y crónicos, rigidez (anquilosado) y tumoraciones
 
Ingredientes:
Mel ( Mel / Feng Mi)    6.6%
Ramulus loranthi Seu Visi (Mulberry Parasiite / Sang ji Sheng)        5.4%
Rizoma Cyperi Rotundi ( Nut-Grass Rizoma / Xiang Fu)        5.4%
Rhizoma et Radix Notopterygii (Notoptergii Raiz / Qiang Huo)        5.4%
Rhizoma et radix Ligustici Sinensis (Chinese Lovage Raiz/Gao Ben)    5.4%
Cortex Eucommiae Ulmoidis ( Eucommia Bark / Du Zong)        5.4%
Radix Achyranthis Bidentatae ( Ox Knee / Niu Xi)            5.4%
Sperranskia Tuberculata (Speranskia / Tu Gu Cao)            5.4%
Radix Paeoniae Lactiflorare ( Peónia Branca Raiz / Bai  Shao)        5.4%
Radix Angelicae ( Angelica Dahurica Raiz / Bai Zhi)            5.4%
Radix Dipsaci ( Japanese Teasel Raiz / Xu Duan)            5.4%
Radix Glycyrrhizae Uralensis ( Alcaçuz Raiz / Gan Cao)        5.4%
Radix Pseudoginseng ( Pseudoginseng Raiz / San Qi, Tian Qi)        4.3%
Sclerotium Poriae Cocos ( Hoelen, Tuckahoe / Fu Ling)        2.7%
Myrrha ( Mirra / Mo Yau)                    2.7%
Radix Duhuo ( Angelica Duhuo Raiz / Du Huo)            2.7%
Cortex Cinnomomi Cssiae ( Canela Bark / Rou Gui)            2.7%
Rhizoma Gastrodiae Elatae ( Gastrodia Rizoma / Tian Ma)        2.7%
Rizoma Nardostachytis ( Chinensis / Gan Song Xiang)        2.7%
Gummi Olibanum ( Frankincense / Ru Xiang)            2.7%
Radix Gentianae Macrophyllae ( Genciana Raiz/ Qin Jiao)        2.7%
Radix Ledebouriellae Sesloidis ( Soler Raiz / Fang Feng)        2.7%
 
Acción de acuerdo con la Medicina Tradicional China:
Remueve los dolores derivados de viento-frío y humedad, reduce los sudores, alivia los dolores, mueve la sangre y el Qi estancado, calienta el riñón, libera el Qi del hígado, fortalece los músculos.
  Indicaciones:
Artritis, dolores de costillas, degeneración de huesos, debilidad en las rodillas, dolores y flaqueza en las piernas, dolores derivados de traumatismos.

Referências bibliográficas:
-Bensky, D. Gamble, A.: Chinese Herbal Medicine: Materia Medica, revised Ed.1993, Eastland Press, Seattle.
-Ebeling, W.: "The relation of soil quality to the nutritional value of plant crops". J. Appl. Nutr.,1981, 33(1):19-34.
-Feskanich, D. et al: "Milk, dietary calcium and bone fracture in women: A 12 year prospective study", in American Journal of Public Health, 1997, 87: 992-97.
-Feskanich, D. et al: "A longitudinal study of the effect of vitamin K2 on bone mineral density in postmenopausal women: A comparative study with vitamin D3 and estrogen-progestin therapy", Maturitas, 1999, 31: 161-64.
-Flora, C.: "Your Genes, Your Diet", in Psychology Today Magazine, 2004, Out. 22, 3544.
-Hopkins, H. T., Stevenson, E. H., and Harris, P. L .: "Soil factors and food composition". Am. J. Clin. Nutr.,1966, 18:390-395.
-Kruger, M.C. et al.: "Calcium, gamma-linolenic acid and eicosapentanoic acid supplementation in senile osteoporosis", in Aging (Milano), 1998, 19(5): 385-94.
-Prasad AS, Rabbani P, Abbasii A, Bowersox E, Fox MR.: Experimental zinc deficiency in humans. Ann Intern Med. 1978 Oct;89(4):483-90.
-Rose, E. F.:"The effects of soil and diet on disease". Cancer Res.,1968, 28:2390 2392.
-Saffar, J. L, et al. . "Osteoporotic effect of a high-carbohydrate diet" (Keyes 2000) in golden hamsters.1981, Arch Oral Biol 26:393-397.
-Schroeder, H. A.: "Losses of vitamins and trace minerals resulting from processing and preservation of foods". Am. J. Clin. Nutr., 1971, 24: 562-573.
-Scott, J., Monda, L.: Golden Flower Chinese Herbs. Formula Guide; 4th Ed., Placitas.
-Yudkin, J.; . Sweet and dangerous. New York: Bantam Books, 1973, 112.

  (Conferência proferida em Barcelona em 28.10.06, no XIII Congresso Nacional da Ahuce (Associación Huesos de Cristal de España))

OSTEOGÉNESE IMPERFEITA
Data do Artigo: 
Quarta, 22 Novembro, 2006
Sobre o autor

admin

Antonio Marcos, is a university teacher and writer on holistic health. He is founder, professor and president of Instituto Português de Naturologia and runs a group of clinics - Dr. Marcos Blood Diet Clinic - where is implemented his own holistic approach to Natural Medicine based on genetics and the healthiest diet that mimics the diet of our remote ancestors which print our DNA