Mensagem de erro

  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).
  • Warning: Creating default object from empty value em ultim8magazine_set_category() (linha 101 de /home/wwwbpure/drmarcos.net/sites/all/themes/ultim8magazine/template.php).

A IMPORTÂNCIA DO SAL NA PRÁTICA DESPORTIVA

A IMPORTÂNCIA DO SAL NA PRÁTICA DESPORTIVA

O sal pode mesmo desempenhar uma função de aumento do rendimento desportivo em atletas(1). Alguns estudos apontam no sentido de que quando se reduz o consumo de sal se reduz também a sensibilidade à insulina, o que vai aumentar a produção de insulina e, consequentemente, a resistência à insulina (2). Isto significa menos transporte de energia para a célula (glicose) e menos nutrientes, nomeadamente aminoácidos e em particular creatina, numa relação directa com a redução do sal.
Quer se seja um “bodybuilder” ou um praticante de “cardio” o sal vai desempenhar um papel decisivo na sua performance já que  as necessidades de sal vão ser superiores às de uma pessoa sedentária. Com efeito, toda a contração muscular é dependente da presença de sódio. Sendo certo que, em contrapartida, o próprio exercício vai ter um efeito óptimo na correcção da negativa sensibilidade ao sódio que alguns indíviduos apresentam (3).
A ingestão ideal de sal de uma pessoa sedentária e de um atleta situa-se, respectivamente, entre 2.500 mg e 5.000 mg, diários, isso sim, de sal totalmente natural, sem manipulaçãos nem aditivos.

BIBLIOGRAFIA

(1)  Perante mais esta dúvida, a par de tantas outras, que abalam as “certezas” científicas das últimas décadas é natural que o leitor se sinta, nesta, como em outras matérias relacionadas com a alimentação e a doença, bastante desorientado, sem saber afinal o que ter por credível. Pois bem, ao contrário de alguns que encontram apenas na ciência a única razão válida das suas certezas existenciais, eu sublinharia a importância do conhecimento daquilo que marcou a nossa genética ao longo de centenas de milhares de anos ao nível alimentar e que é, sem dúvida alguma, uma triagem muito mais fiável de conhecimento válido que está certificado pela passagem do tempo e que foi sendo transmitido de geração em geração (claro que isto pode ainda ser ciência no domínio da antropologia). Outra qualquer atitude sobre algo tão sagrado como a alimentação não passa de mera especulação, mesmo que científica, que parte do pressuposto inaceitável de que os humanos que nos precederam ao longo de milénios eram todos “idiotas” e que nós somos os únicos “iluminados”. Assim, escolhamos o conhecimento ancestral sem prescindir do apoio da ciência, fazendo esta passar pelo crivo daquele e não o contrário.
(2) http://ndt.oxfordjournals.org/content/22/11/3102.full
(3) http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10683091

PERDA HIDRÍCA
Data do Artigo: 
Terça, 22 Maio, 2012
Categoria: 
Sobre o autor

admin

Antonio Marcos, is a university teacher and writer on holistic health. He is founder, professor and president of Instituto Português de Naturologia and runs a group of clinics - Dr. Marcos Blood Diet Clinic - where is implemented his own holistic approach to Natural Medicine based on genetics and the healthiest diet that mimics the diet of our remote ancestors which print our DNA